Apresentação

Histórico do programa
As principais datas que marcam a estruturação do Programa ao longo dos anos podem ser organizadas em: 1991 – criação do Programa com o curso de mestrado com as áreas de concentração em Cadastro Técnico Multifinalitário e em Construção Civil; 1995 – criação das áreas de pesquisa em Estruturas e em Infraestrutura e Gerência Viária; 1999 –  início do doutorado em Construção Civil; 2000 – doutorado em Cadastro Técnico e Gestão Territorial; 2003 – início do doutorado na área de Estruturas; 2004 – início do doutorado em Infraestrutura e Gerência Viária; 2013 e 2014 – proposta de descontinuidade da área de Cadastro Técnico e Gestão Territorial e transformação da área de Infraestrutura e Gerência Viária em Infraestrutura e Geotecnia.
O reconhecimento dos esforços para desenvolvimento de pesquisas de elevado nível acadêmico e científico no PPGEC, reflete-se nos conceitos obtidos nas avaliações CAPES ao longo dos anos.  O conceito 5 foi obtido em 2000 e mantido nas avaliações subsequentes: 2004, 2007 e 2010. A aplicação de critérios de credenciamento, os quais visam garantir um alto nível de produção e de atividade acadêmica dos docentes permanentes promoveu a reestruturação do programa a partir de 2011, data que marca a alteração da área concentração de Cadastro Técnico Multifinalitário para linha de pesquisa inserida na área de Infraestrutura e Gerência Viária. Essas mudanças foram consideradas positivas pelo comitê de avaliação da CAPES. Na avaliação trienal de 2012, o PPGEC obteve conceito 6 e, em julho de 2015, passou a integrar o PROEX da CAPES. 
Objetivo do programa
A missão do PPGEC é, por meio da pesquisa e do aprofundamento técnico e científico, gerar novos conhecimentos e formar pesquisadores e docentes de alto nível, que atuem na academia e/ou em outras organizações com espírito ético e inovador, comprometidos com o desenvolvimento científico e tecnológico do país.

O PPGEC da UFSC tem o objetivo de formar recursos humanos qualificados e gerar novos conhecimentos por meio da pesquisa e do aprofundamento dos estudos técnicos e científicos relacionados aos campos da Engenharia Civil.

  • desenvolvimento de novos materiais empregados na construção civil;
  • desenvolvimento de novos protocolos e softwares para simulação numérica e análise de risco em estruturas;
  • capacitação laboratorial para a caracterização de materiais quanto aos parâmetros mecânicos e de desempenho ao longo do tempo;
  • melhoria da eficiência energética e aproveitamento racional de recursos naturais no projeto, construção e operação de sistemas construtivos;
  • aproveitamento de energia renováveis e mobilidade elétrica, e sua incorporação aos projetos; 
  • implementação de conceitos de sustentabilidade e responsabilidade social nas atividades pertinentes à engenharia civil.