Construção Civil

A área de Construção Civil encontra-se estruturada no Núcleo de Pesquisa de Construção – NPC que foi criado em 1991 para atender às novas exigências de modernização e busca de níveis crescentes de competitividade impostas ao desenvolvimento industrial. Em particular, o núcleo formou-se com o objetivo de apoiar o desenvolvimento tecnológico da Indústria da Construção, com ênfase em qualidade de produtos e processos, maximização de desempenho e minimização de custos e impacto ambiental. O NPC atua na interface entre a Indústria da Construção e as atividades de pesquisa e desenvolvimento tecnológico da UFSC, ligadas a seis cursos de pós-graduação do Centro Tecnológico: Engenharia Civil, de Produção, Química, Ciência e Engenharia de Materiais, Ambiental, de Gestão do Conhecimento e Arquitetura e Urbanismo, reunindo, desta forma, as competências interdisciplinares necessárias à inovação tecnológica setorial.

A integração entre as diversas especialidades (construção, materiais, produção, processos, gestão e ambiente) ocorreu a partir de mudança na estratégia de abordagem da pesquisa em construção civil com a introdução das modernas técnicas instrumentais e metodológicas de P&D, oriundas da área de materiais avançados, junto com novos sistemas administrativos e estilos de gestão apropriados.

Estas pesquisas têm em comum, a busca de materiais e processos de maior qualidade e o desenvolvimento de novas formas de avaliação e de desempenho e de oferecimento de subsídios para a normalização de materiais e componentes.

Desde a sua formação, o NPC vem trabalhando em projetos de P&D dentro da visão descrita anteriormente, conseguindo aprovar nos últimos anos recursos da ordem de R$ 12.000.000,00 para investimento e para formação de RH.

O NPC tem também uma grande tradição no que se refere ao desenvolvimento de produtos ou processos e transferência de resultados ou prestação de serviços ao setor produtivo, conseguindo aprovar nos últimos anos recursos da ordem de R$ 6.000.000,00.

Os principais resultados destes trabalhos estão em centenas de artigos publicados em periódicos internacionais, periódicos nacionais, livros e em anais de congressos internacionais e nacionais comprovando a qualidade do trabalho desenvolvido pela área. Apenas no último triênio, 27 artigos A1, A2 e B1 e 48 B2 até B5 foram publicados pelos professores do grupo. Também foram concluídas 50 dissertações de mestrado e 24 teses de doutorado, atestando a grande produtividade do grupo.

Dos 14 docentes permanentes da área, 9 recebem bolsa de produtividade em pesquisa do CNPq (7 nível 1 e 2 nível 2. Hoje, é possível afirmar que a área se destaca como um dos três melhores cursos em Construção Civil do País.

A área é dividida em duas grandes linhas de pesquisa:

– Conforto Ambiental e Energia;

Materiais e Processos Construtivos, sub-dividida em dois grandes temas:

            * Gestão da construção;

            * Materiais e componentes da construção.

O grupo Conforto Ambiental e Energia é composto por quatro pesquisadores permanentes (todos pesquisadores do CNPq) e um colaborador, e desenvolve seus trabalhos junto aos Laboratórios de Eficiência Energética em Edificações (Engenharia Civil), Conforto Ambiental (Arquitetura) e Meios Porosos e Propriedades Termo físicas (Engenharia Mecânica). As atividades do grupo de pesquisadores estão dedicadas ao estudo de conforto e desempenho térmico, acústico e visual, além de eficiência energética em edificações, uso racional de água e uso de fontes renováveis de energia. Os pesquisadores em Conforto Ambiental e Energia estão mantendo parcerias com várias Universidades no Brasil (USP, UFRGS, UNICAMP, UFAL) e várias no exterior, dentre as quais, Lawrence Berkeley Laboratory da Universidade de Berkeley (vários pesquisadores), University of Nothingam (Prof Brian Ford), Architectural Association de Londres (Prof. Simos Yanas), Universidade de Atenas (Prof Mat Santamouris), National Renewable Energy Laboratory – EUA (Dr. Bolko von Roedern), Arizona State University – EUA – (Prof. G. Mani) e Fraunhofer Institute for Solar Energy Systems – Alemanha – (Prof. Joachim Luther;Instituicao: The University of Western Australia, Perth – Australia, Fraunhofer Institute for Solar Energy Systems (Fraunhofer ISE), Freiburg – Alemanha.

O grupo Gestão da construção – GestCon é composto por dois pesquisadores permanentes e desenvolve seus trabalhos junto à empresas Construtoras de Edificações (Construção Civil). As atividades do grupo de pesquisadores estão dedicadas ao estudo de gestão construtiva, ecodesign, planejamento, projeto e controle de sistemas de produção, qualidade na construção e treinamento de mão de obra. Os pesquisadores em Gestão da construção estão mantendo parcerias com várias universidades no Brasil (UFGRS, UFAL, UEM, UEL, UFPA, UFPR, UNIOESTE, UNOCHAPECÓ) e outras no exterior, dentre as quais, Universidade de Teeside – Inglaterra (Prof. Nashaw Dawood) e Universidade do Alberta – Canadá (Prof. Abourisk).

O grupo Materiais e Componentes da Construção é composto por seis pesquisadores permanentes  e um visitante, todos pesquisadores do CNPq e desenvolvem seus trabalhos junto ao Laboratório de Materiais de Construção Civil. As atividades do grupo de pesquisadores estão dedicadas ao estudo de aglomerantes alternativos ao cimento portland, reciclagem de resíduos, argamassas e concretos especiais tais como: concreto projetado, concretos com fibras, concreto de alto-desempenho, concreto auto-adensável e de retração reduzida, tecnologia de aditivos químicos para concretos e argamassas, compósitos cimento-polímeros, desenvolvimento de componentes e sistemas construtivos de alvenaria, estudo de durabilidade das edificações, e estudos em nanociência e nanotecnologia do cimento e seus compostos. A pesquisa, de um modo geral, tem sido embasada em ciência dos materiais.

Os pesquisadores em Materiais e Componentes da Construção estão mantendo parcerias com o Laboratório de Experimentação em Estruturas, o Laboratório de Materiais – LabMat (análises térmicas), o Laboratório de Caracterização Microestrutural (microscopia eletrônica de varredura e difratómetria de raios-X),  o Laboratório de Meios Porosos e Propriedades Termofísicas (porosimetria por intrusão de mercúrio e superfície especifica),  o Departamento de Física (microscópio de força atômica) e a Central de Análise Química (espectrometria de infravermelho e de fluorescência de raios-X), todos da UFSC e com o Laboratório de Microestrutura do Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (reômetro squeeze-flow) e o Laboratório de Propriedades Nanomecânicas de Superfícies e Filmes Finos da Universidade Federal do Paraná (nanoindentação). A equipe está mantendo parcerias também com laboratórios de pesquisa das Universidades de Berkeley – Estados Unidos (Prof. Paulo Monteiro), Edingburgh – Escócia (Prof. Braj Sinha), de Loughborough – Inglaterra (Prof. Simon Austin), do Minho – Portugal (Prof. Paulo Lourenço), do INSA de Lyon – França (Prof. Jean Pera), do INSA de Toulouse – França (Prof. Gilles Escadeillas e Prof. Martin Cyr) e da ESCPI de Paris – França (Prof. Henri Van Damme).

 

Infraestrutura

Os mestrandos e doutorandos da Área de Construção Civil, além da infraestrutura do PPGEC, desenvolvem suas pesquisas nos laboratórios do Núcleo de Pesquisa em Construção – NPC, que possui atualmente 912 m2 distribuídos nos seguintes laboratórios associados às linhas de pesquisas da área:

– Laboratório de Eficiência Energética – LabEEE (72 m2)

– Centro de Referência e Informação em Habitação – INFOHAB (20 m2)

– Laboratório de Valorização de Resíduos – ValoRes (35 m2)

– Grupo de desenvolvimento de Sistemas em Alvenaria– GDA (35 m2)

– Grupo de tecnologia em materiais e componentes a base de cimento Portland – GTEC (35 m2)

– Laboratório de Gestão da Construção – GestCon (45 m2)

– Laboratório de Materiais de Construção Civil (340 m2)

– Laboratório de Aplicações de Nanotecnologia em Construção Civil – NANOTEC-Lab (35 m2)

– Laboratório de Conforto Ambiental – Arquitetura e Urbanismo (30 m2)

– Laboratório de Vibrações e Acústica – Engenharia Mecânica (300 m2)